segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Primeiro livro de Alfredo Vieira

A obra:
Um homem só numa grande metrópole.
Naquele dia Lisboa parecia que estava deserta.
Ao longo da manhã encontrou quatro pessoas, um músico, uma mulher, um empregado de mesa e um rapaz. Imagine-se estas cinco pessoas sós na grande capital. No dia seguinte encontram uma jovem pintora.
Quando tudo parecia perdido eis que a cidade regressa à normalidade, uma normalidade aparente, pois o grupo descobre que está desalinhado. Na espera falam de tudo, grandes divagações teológicas e filosóficas. Até que chega o dia em que descobrem que os primeiros dias do fim.
Uma história de contrastes, utopias, liberdade e de amor.
Será que chegou o fim da História?

O autor:
Alfredo Vieira nasceu em Outubro de 1958 em Lisboa, contudo a sua terra natal é Sacavém. Mais tarde adoptou a Póvoa de Santa Iria como sua segunda terra.
Desde muito cedo que se interessou pelas letras, que o levou a colaborar com diversos jornais nacionais e regionais com colunas literárias. Com um grupo de amigos funda o Jornal Regional Triângulo, no qual foi director-adjunto, criou o suplemento cultural. Mantêm-se actualmente como colaborador na área da cultura.
Prefaciou alguns livros de poesia popular e foi júri de prémios literários.
Diário dos Primeiros Dias do Fim é a primeira obra de ficção.
Título: Diário dos Primeiros Dias do Fim
Autor: Alfredo Vieira
Editora: Fonte da Palavra

Um comentário:

GiGi disse...

Mas olha só... Topo, sem querer, com mais uma preciosidade virtual portuguesa :-)

Vou linkar em meu blog.